Untitled Document
Como falar em público
 

Uma fala bem estruturada nos ajuda a transmitir com eficiência, nossas ideias, argumentos e informações. É imprescindível criar uma boa primeira impressão no começo e ainda ser capaz de quebrar a resistência dos ouvintes. Saber preparar a plateia para o que vai falar, apresentar seus argumentos de forma organizada e didática e, ainda, aprender a encerrar de maneira correta farão de você um grande comunicador. Conheça agora a estruturação da fala. Procurei trazer esse assunto de forma bem simples para que rapidamente você entenda a técnica. A estruturação da fala é dividida em cinco etapas, são elas: cumprimento, conquista, preparação, desenvolvimento e conclusão.

O CUMPRIMENTO

É a primeira impressão dos ouvintes a nosso respeito. Sorrir nesse momento é fundamental. Por mais técnico, formal ou complexo que seja o seu assunto, ainda assim é possível sorrir no começo da fala. Um sorriso nos lábios é capaz de aproximar as pessoas. É falar para o coração. O sorriso é comunicação universal.

Vale lembrar que aquele tipo de cumprimento no qual o orador se comporta como um animador de programas de calouros caiu em desuso há muito tempo. Exemplo: “Olá, bom-dia! Não, esse bom-dia tá muito fraco, de novo: Bommm-diaaaaaaaa! Parece que vocês não tomaram café da manhã hoje?”. Se você já flagrou alguém agindo assim ou já fez isso no passado; a partir de agora, não faça mais isso! Fica horrível e pejorativo. Existem dois tipos de cumprimentos: O cumprimento formal e o cumprimento informal. O cumprimento formal é utilizado quando estamos na presença de autoridades em eventos e solenidades. O mais indicado é cumprimentar dizendo: “Senhoras e Senhores”.

Você pode ser formal sem abrir mão da simpatia. É só não se esquecer do sorriso. Exemplo: Senhoras e Senhores, muito boa noite. É um grande prazer participar desse evento. (cumprimente com entusiasmo e disposição) os ouvintes vão gostar de você. Quando estiver na presença de uma mesa de honra composta por autoridades você pode cumprimentar todas as autoridades de uma vez. Exemplo: autoridades que compõem a mesa de honra, senhoras e senhores, boa noite. Agora, quando o Presidente da empresa fizer parte dessa mesa de honra e você precisar valorizar a sua presença, você poderá cumprimentá-lo de acordo com este exemplo: Excelentíssimo Sr. Antonio, Presidente desta grande empresa, boa noite. Em seu nome estendo os meus cumprimentos aos demais componentes dessa mesa, senhoras e senhores, boa noite! Caso seja necessário cumprimentar todas as autoridades, uma por uma, você deverá começar sempre pela autoridade de maior importância até chegar a autoridade de menor importância. A ordem é decrescente. Quando você estiver na presença de pessoas que fazem parte do seu convívio diário, uma reunião na empresa, treinamento ou apresentação para um cliente, deverá utilizar cumprimentos informais.

Exemplos: olá, bom dia a todos! Ou ainda: Olá pessoal, bom dia! É um grande prazer estar aqui com vocês. (não se esqueça do sorriso) Estudamos o cumprimento dos ouvintes. Você descobriu que existem formas diferentes de cumprimentar a plateia. Em todas as situações, você não deve esquecer o sorriso e entusiasmo. Um cumprimento bem feito o ajudará a realizar uma boa apresentação.

A CONQUISTA DOS OUVINTES

Após cumprimentar, vamos agora para a conquista dos ouvintes. Devemos chamar a atenção para a nossa presença, esbanjar simpatia, cordialidade. Fale da sua satisfação em estar com aquelas pessoas, seja gentil, mostre disposição e valorize a participação dos ouvintes com comentários elogiosos. Você pode utilizar uma frase de impacto, contar uma pequena história que tenha relação com o assunto que será abordado, ou, ainda, levantar uma reflexão. Uma boa “dica” é falar devagar, mas com entusiasmo.

Mostre para as pessoas que você está feliz em estar ali com elas. Exemplo: Eu quero agradecer a presença dos companheiros das nossas filiais de Belo Horizonte, Rio de Janeiro e Espírito Santo. Este encontro é fundamental para o futuro da nossa empresa e estou muito feliz com a presença de todos vocês. Na conquista, devem-se evitar as piadas, vai que a piada não tenha graça. Nada de correr riscos desnecessários. É desaconselhável, ainda, o orador ficar fazendo a autoapresentação, ficar 20, 30 minutos dizendo “EU FIZ ISSO, EU FIZ AQUILO...EU SOU BOM EM TAL COISA... Não dá pra suportar alguém falando assim durante muito tempo. A melhor maneira de mostrar para as pessoas que você sabe falar de um determinado assunto é falando. Não devemos ainda ficar pedindo desculpas pela falta de preparo ou problemas físicos. Oii, gente, eu peço desculpas eu estou um pouco rouco hoje... desculpa, pessoal, eu estou com dor de cabeça e por isso não estou muito bem... Os ouvintes não estão interessados em seus problemas. Outro erro é informar que não está preparado. Por exemplo: Antes de começar minha apresentação, eu quero pedir desculpas, pois não tive tempo de me preparar. Não devemos chamar a atenção para os aspectos negativos. As pessoas não estão interessadas em saber se você está rouco ou com dor de cabeça.

Outro ponto que eu quero chamar a sua atenção é para a falta de preparo. Se não se preparou, não fale. Agora, se é obrigado a falar, não fique informando para as pessoas que não se preparou. Ninguém está interessado em saber das suas negligências e irresponsabilidades. Muitas pessoas convidadas para falar em público começam suas apresentações fazendo esses comentários inconvenientes. O próprio orador, logo no começo da fala, fica denegrindo a sua imagem perante os ouvintes.

Portanto, analisamos o que é aconselhável e o que é desaconselhável na conquista da plateia. Investir em conquista fará de você um orador bem-vindo em todos os lugares. Lembre-se de que, no começo, os ouvintes estão resistentes, armados e exigirá muito da sua habilidade em criar uma boa primeira impressão. A conquista poderá consumir até 15% do seu tempo total. Quanto mais hostil e indiferente for a plateia, maior será o tempo dedicado para atrair a atenção dos ouvintes. Um bom começo dará a tranquilidade e a motivação necessárias para que você seja capaz de atingir seus objetivos. É como se você preparasse a terra antes de plantar a semente. Se o cultivo não foi adequado, não adiantará ter uma semente de boa qualidade, pois ela não irá gerar nenhum fruto. Ou seja, será perda de tempo tentar transmitir algum conteúdo, ou informação, sem antes conquistar a plateia.

A PREPARAÇÃO DA FALA

Após cumprimentar e conquistar os ouvintes, agora, vamos para a preparação da fala. Iremos apresentar o assunto que será abordado durante a apresentação. Assim, os ouvintes vão acompanhar com mais facilidade e interesse. Confira o exemplo: Hoje, apresentaremos três novos produtos que serão comercializados em nossa empresa a partir do ano que vem. Vamos conhecer a ação de marketing, tabela de preços e expectativa de faturamento. Outra “dica”, ainda na preparação da fala, é levantar um problema para que daqui a pouco no desenvolvimento você apresente a solução. Exemplo: Segundo pesquisas metade da população mundial tem dificuldade para falar em público. Pronto. Levantamos um problema. Daqui a pouco, no desenvolvimento, vamos trazer a solução para esta dificuldade. A preparação da fala tem como objetivo ajudar os ouvintes a acompanhar com mais facilidade as informações que você tem para apresentar.

O DESENVOLVIMENTO DA FALA

Analisamos até aqui o cumprimento, a conquista, a preparação e chegou o momento do desenvolvimento da fala. Agora, devemos detalhar o assunto informado na preparação. É a sua apresentação propriamente dita. Está na hora de trazer argumentos, números, provas, dados, estatísticas, exemplos e estar preparado para defender seus argumentos. O desenvolvimento levará cerca de 80% do seu tempo total.

Agora há pouco, no primeiro exemplo da preparação, você informou que apresentaria três novos produtos que serão comercializados em sua empresa, a partir do ano que vem. Informou, ainda, que falaria sobre a ação de marketing, sobre tabela de preços e sobre as expectativas de faturamento. Está na hora de detalhar esses assuntos. Parte por parte. No segundo exemplo da preparação, você levantou um problema: Segundo pesquisas metade da população mundial tem dificuldade para falar em público. Chegou o momento de trazer a solução para esse problema. Procure detalhar as orientações e argumentos. No desenvolvimento, detalhamos o nosso assunto, apresentamos a nossa opinião, citamos exemplos, fizemos comparações e defendemos os nossos argumentos. O desenvolvimento é o tema central da apresentação.

A CONCLUSÃO DA FALA

Chegamos à reta final da apresentação. Vamos estudar agora a Conclusão. Cumprimentou, conquistou os ouvintes, preparou-os para o seu assunto, desenvolveu a apresentação e agora é só encerrar. Cumprimento, conquista, preparação e desenvolvimento são partes imperceptíveis da apresentação. Por exemplo: não informamos aos ouvintes que vamos entrar no desenvolvimento da fala. Agora, que chegou à conclusão é muito importante informar aos ouvintes que vai encerrar.

Sabendo que o orador vai encerrar, os ouvintes redobram a atenção e ficam na expectativa de como será o encerramento. Essa é a última oportunidade que as pessoas têm de levar para suas casas a essência do que foi a sua apresentação. Você pode dizer, por exemplo: Para concluir, conhecemos hoje novos produtos que vão revolucionar o mercado no próximo ano. Muito obrigado a todos e até uma próxima oportunidade. O objetivo da conclusão é oferecer aos ouvintes uma síntese do que foi a sua apresentação, pedir ação, fazer o ouvinte refletir sobre o que você falou. Não adianta falar bonito e não ter resultado. Jamais utilize informação nova nesse momento. Uma boa conclusão deverá ter no máximo duas frases. Se passar disso, provavelmente estará errada.

No encerramento, você poderá utilizar uma frase de impacto, uma reflexão ou uma história interessante. Busque sempre valorizar o encerramento com a entonação da fala. Confira este primeiro exemplo: Vou concluir aumentando a velocidade e intensidade da fala: Para concluir, conhecemos hoje novos produtos que vão revolucionar o mercado do próximo ano. Muito obrigado a todos e até uma próxima oportunidade. Vamos ao segundo exemplo: Agora estarei diminuindo a velocidade e a intensidade da fala: Para concluir, conhecemos hoje novos produtos que vão revolucionar o mercado do próximo ano. Muito obrigado a todos e até uma próxima oportunidade. Trabalhe o ritmo da fala. Os ouvintes vão gostar. Últimas dicas: Não devemos concluir uma apresentação dizendo: Para concluir era isso que eu tinha para dizer. Sempre diga no final. Muito obrigado a todos. As mulheres devem dizer: Muito obrigada a todos. Finalize com aquele mesmo sorriso que você usou para cumprimentar os ouvintes no começo da apresentação. Sugiro que você treine com antecedência a sua conclusão. Tenha na ponta língua as últimas palavras quase que decoradas mesmo. Sabendo exatamente o que você vai falar no final, tudo ficará muito mais fácil.

Portanto, a estruturação da fala beneficia os ouvintes, pois ficará muito mais fácil, didático e interessante ouvir e acompanhar a linha de raciocínio do orador. Sugiro que, a partir de hoje, observe com mais atenção os grandes palestrantes, os filmes, as matérias jornalísticas e, principalmente, os grandes vendedores. Eles sempre cuidam do seu planejamento e da estratégia. Não se esqueça: devemos cumprimentar os ouvintes com um belo sorriso e com entusiasmo, conquistá-los utilizando os recursos didáticos que você conheceu, lembra? Uma frase de impacto, ou uma pequena história interessante, podemos, ainda, levantar uma reflexão.

O próximo passo é prepará-los para o que vamos falar (podemos levantar um problema para depois trazer a solução ou, ainda, informar o assunto que pretendemos abordar) feito isso, vamos para o desenvolvimento da fala, agora sim, vamos detalhar as nossas ideias e argumentos. É a razão de estar ali com aquelas pessoas. E por último, chegamos à conclusão. Agora, bastará você oferecer uma síntese de uma ou duas frases do que foi a sua apresentação. Sugiro que você utilize frases de impacto que valorizem o encerramento, para um melhor resultado. Agradeça aos ouvintes e receba o reconhecimento da plateia.

EXERCÍCIO

Eu quero propor a você um exercício. Escolha um assunto de que você gosta e que você domine; prepare uma apresentação com duração de três minutos. Isso mesmo, marque no relógio. É muito importante que você comece a ter noção de tempo. Agora, coloque em prática a estruturação da fala que acabou de estudar. Se tiver dúvidas, ouça novamente as orientações. Procure treinar a apresentação várias vezes e, assim que se sentir confiante, surpreenda seus amigos, familiares e colegas de trabalho com sua fala bem estruturada, criativa e de alto impacto. 

Gostou das dicas? Faça o curso completo com o prof. Romero Machado. Faça agora a sua inscrição. Clique aqui.

Palestras exclusivas, emocionantes e transformadoras, disponíveis para empresas, universidades e eventos em geral. Leve o Curso de Oratória in Company para sua empresa. Um treinamento moderno, prático e completo para líderes e colaboradores. Romero Machado realiza também o Curso Personal Coaching - Treinamento Particular de Oratória. Sob medida para você. Entre em contato. Clique aqui!

www.RomeroMachado.com.br 
Todos os direitos reservados.

 
 
Romero Machado Oratória Siga-me
 
 
 
Romero Machado© 2014 - Todos os direitos autorais reservados
 
Este site foi desenvolvido pela: Zigg Online