Untitled Document
O poder da Voz
 

A voz pode ser o raio-x da personalidade de uma pessoa. Por meio dela é possível avaliar o humor, o estado de espírito e, claro, se podemos confiar ou não naquele que fala. A partir de hoje, você prestará mais atenção à voz, esse importante recurso que pode dizer muito sobre você.

Ao ouvir a sua voz pela primeira vez numa gravação, como reagiu? Ficou espantado? Mandou desligar o som? Disse que aquela não era a sua voz? Calma! Caso você tenha reagido dessa forma, seja bem-vindo ao mundo dos seres humanos! 99% das pessoas, quando ouvem sua voz gravada pela primeira vez, acham aquela voz muito estranha. Isso acontece porque a forma pela qual ouvimos a nossa voz, quando falamos, é diferente da forma pela qual as pessoas a ouvem.

A gravação é muito fiel à voz que as pessoas ouvem. Daí o seu espanto quando ouve a sua voz no aparelho de som, porque você não está acostumado com ela ou imagina que seja diferente. Após a primeira, vêm outras gravações e você começa a se familirizar com o som.

Um bom exemplo, na prática, para identificar sua voz real, sem a necessidade de gravá-la, é você colocar a mão em forma de concha próxima ao ouvido e falar algumas frases em voz alta, perto e longe da orelha. Tenho a certeza de que notará a diferença. É semelhante ao comportamento dos cantores quando eles querem analisar a qualidade e a intensidade do tom e do volume da voz.

Precisamos da nossa voz para diversas tarefas no dia a dia e ainda para falar em público. Falar é exigido na maior parte do tempo. Por essas razões, o uso correto da voz é muito importante, pois além de poupar esse recurso tão necessário, o que resulta em saúde, ao utilizar a voz corretamente você passa mais confiança ao seu interlocutor.

No passado, vozes no estilo de Cid Moreira e Lombardi faziam muito sucesso. Atualmente, não precisa ser nenhum especialista em voz para perceber que pessoas com vozes comuns, ou seja, nem muito graves e nem muito agudas, agradam bastante e, às vezes, até mais do que pessoas com vozes muito graves.

Não basta apenas falar, devemos aprender a projetar melhor a voz, desenvolver o ritmo da fala, trabalhar a sua intensidade, aprimorar a dicção, demonstrar interesse e motivação. Quer um bom exemplo? Preste mais atenção à fala dos apresentadores de TV, atores e atrizes.

O QUE SE DEVE EVITAR

  • Tosse e pigarro constantes são movimentos de alto impacto entre as cordas vocais, podendo machucá-las. As causas podem ser várias, como ressecamento da boca e garganta, alergias, rinite, sinusite, refluxo, fumo ou simplesmente um hábito. Descobrindo-se as causas fica fácil eliminá-las.
  • Chupar balas, pastilhas e sprays enquanto se fala, principalmente as mais ardidas, causam falsa sensação de alívio, uma espécie de anestesia, o que faz a pessoa forçar ainda mais a garganta.        
  • Receitas caseiras, em geral, têm componentes que irritam as cordas vocais, como, por exemplo, gargarejo com líquidos ácidos do tipo limão e vinagre.
  • Cigarros e drogas irritam as cordas vocais, o que pode provocar rouquidão, um dos primeiros sinais de que há algo errado com a garganta. Em longo prazo a rouquidão pode evoluir para lesões mais sérias, inclusive câncer de laringe.
  • Comer em excesso ou ingerir alimentos de difícil digestão pode provocar o refluxo de ácido do estômago para a garganta, causando irritação.
  • Evite beber líquidos gelados, bebidas alcoólicas e praticar automedicação para melhorar a dor de garganta.
  • Comer chocolate ou leite em demasia deixa a saliva mais viscosa, o que pode levar à vontade de pigarrear. O pigarro pode machucar as cordas vocais.
  • Cuidado com os choques térmicos.
  • Roupas apertadas atrapalham a respiração e alteram a produção da voz.

ATITUDES POSITIVAS

  • Repouso – Descanse e durma bem, pois a voz reflete o cansaço
  • Hidratação – Beba muito líquido, principalmente água. Com a hidratação, as cordas vocais vibram livremente.
  • Tom da fala – Mantenha a voz sempre no seu tom natural, não se deve fazer esforço ao falar.
  • Postura – Manter sempre uma boa postura corporal exigirá menos esforço ao falar.
  • Alergia e gripe – Poupe a voz durantes crises alérgicas e estados gripais. 
  • Alimentação – Coma maçã. A fruta tem propriedades adstringentes que limpam o trato vocal até os pulmões favorecendo a qualidade da voz.
  • Ajuda profissional – Procure em casos de tosses, pigarros e alterações na voz que perdurem mais de duas semanas ou sempre que precisar aprimorar sua voz.

FAÇA AQUECIMENTO VOCAL

Geralmente, a segunda-feira, para os chamados atletas de fim de semana, costuma ser o dia da famosa dor muscular. Foi jogar uma bolinha com os amigos, uma peteca ou praticar qualquer outro esporte e se esqueceu de fazer alongamentos. Por isso, está com aquela dorzinha chata que muito incomoda.

O que acontece com os atletas de fim de semana pode acontecer também com os oradores que se esquecem ou desconhecem a importância de fazer aquecimento vocal antes de uma apresentação em público. Caso não faça aquecimento vocal, terá dificuldades para pronunciar as palavras, ficará mais nervoso porque entrou “frio” no palco e tudo isso irá arrefecer o interesse da plateia. E os resultados da sua apresentação poderão ficar comprometidos.

VAMOS AOS EXERCÍCIOS!

  • Solte os braços, cuide da postura, relaxe o pescoço e gire a cabeça bem devagar. Sugiro duas voltas completas partindo da esquerda e duas vezes partindo da direita. Agora, pare um pouquinho e vamos aos exercícios de dicção e articulação.
  • No primeiro exercício, com a boca fechada, você vai girar a língua três vezes partindo da esquerda e três vezes partindo da direita.
  • O próximo exercício é a vibração labial. Ele é muito semelhante às brincadeiras das crianças quando ficam imitando o som dos motores dos carros. Duração: de um a dois minutos.
  • Outro exercício que temos à disposição é vibrar a língua. Você posiciona a cabeça a um ângulo de 90° e começa o exercício vibrando a sua língua. Duração: de um a dois minutos.
  • Você pode ainda colocar uma rolha entre os dentes incisivos, sem forçar, e fazer algumas leituras em voz alta procurando pronunciar bem as palavras. Sugiro que leia uma página inteira com a rolha entre os dentes. Esse exercício trabalha a musculatura da fala, a dicção e a pronúncia das palavras.

OBSERVAÇÃO 1 – Faça os exercícios de preferência pela manhã, por um período de dois a três minutos durante o seu banho, por exemplo, todos os dias. A sua fala ficará mais clara, interessante e eficiente. Ter uma boa dicção influenciará diretamente à qualidade e os resultados da sua comunicação.  

OBSERVAÇÃO 2 – Se você vai falar em público, faça os exercícios novamente, no máximo, cinco minutos antes da sua apresentação. Você entrará no palco bem aquecido. Como dica final, não faça esses exercícios na frente das pessoas. Elas podem não entender a razão pela qual você está se exercitando. Utilize o banheiro! 


PRODUÇÃO VOCAL

Os três elementos centrais da produção vocal precisam ser compreendidos:

  • Volume – para ser ouvido.
  • Clareza – para ser compreendido.
  • Variedade – para adicionar o interesse.

VOLUME

­­­­­­­­­­Esta não é uma questão de tratar a voz como o controle remoto da TV. Algumas pessoas têm vozes naturalmente macias e fisicamente não podem gritar. Além disso, se a voz é gerada com demasiado volume, a qualidade tonal é perdida. Levantar a voz durante uma apresentação deve ter o objetivo de “projetar para fora” uma ideia e enfatizá-la. Apoie a voz com muita respiração – quanto mais você deseja projetar a voz, mais fôlego você precisa ter.

Ao falar para um grupo ou liderar uma reunião, é importante nunca direcionar a sua fala para a linha de frente ou apenas para as pessoas mais próximas, mas conscientemente projetar o que você tem a dizer para aqueles que estão mais longe. Através do desenvolvimento de uma voz forte, você será visto como alguém positivo.

CLAREZA

Algumas pessoas tendem a falar com os dentes cerrados e com pouco movimento de seus lábios. É esta incapacidade de abrir a boca e não conseguir fazer sons com precisão, a causa de não serem ouvidas. O som está bloqueado e a boca não deixa o ar sair corretamente.

Para ter uma boa articulação é importante abrir a mandíbula, abrir a boca e dar força a cada som que você produz, prestando atenção às extremidades das palavras. Isso também irá ajudar o seu público a compreender bem a sua mensagem.

VARIEDADE

Para tornar a fala efetiva e interessante, algumas técnicas podem ser aplicadas. No entanto, é importante não soar falso. As palavras devem transmitir um significado, refletir sentimentos e emoções. Variedade vocal pode ser alcançada por variações em:

Passo: É a velocidade em que você fala. Se a fala é muito rápida, os ouvintes não terão tempo para assimilar o que está sendo dito. No entanto, é uma boa ideia variar o ritmo – acelerando, por vezes, e depois desacelerando – isso vai ajudar a manter o interesse.

Volume: Aumentando e diminuindo o volume variadas vezes você dará ênfase aos argumentos. Se você soltar a sua voz para quase um sussurro (contanto que ele seja projetado) para uma ou duas frases, vai fazer o seu público ficar subitamente alerta, mas tenha cuidado para não abusar dessa técnica. Ao falar mais alto e rápido você motivará seus ouvintes para a ação. Ao falar mais baixo e devagar você despertará os ouvintes para a reflexão.

Inflexão e Ênfase: Ao falar em público, tente transmitir a informação com o máximo de energia vocal e entusiasmo possível. Isso não significa que a sua voz tem de variar de volume ou intensidade de forma descontrolada. Tente fazer com que a conversa seja interessante. Enfatize certas palavras e frases dentro da conversa para transmitir a sua importância, isso ajuda a adicionar variedade.

Pausa: Interrupções são poderosas. Elas podem ser utilizadas para efeito de destacar a declaração anterior ou para ganhar a atenção antes de uma mensagem importante. Pausa significa silêncio por alguns segundos. Os ouvintes interpretam positivamente o significado das pausas. Tenha coragem de ficar em silêncio por até três segundos – pausas dramáticas como esta transmitem autoridade e confiança.

Gostou das dicas? Faça o curso completo com o prof. Romero Machado. Faça agora a sua inscrição. Clique aqui.

Palestras exclusivas, emocionantes e transformadoras, disponíveis para empresas, universidades e eventos em geral. Leve o Curso de Oratória in Company para sua empresa. Um treinamento moderno, prático e completo para líderes e colaboradores. Romero Machado realiza também o Curso Personal Coaching - Treinamento Particular de Oratória. Sob medida para você. Entre em contato. Clique aqui!

www.RomeroMachado.com.br 
Todos os direitos reservados.

 
 
Romero Machado Oratória Siga-me
 
 
 
Romero Machado© 2014 - Todos os direitos autorais reservados
 
Este site foi desenvolvido pela: Zigg Online